Empreendedorismo

A arte de não se importar

18 de julho de 2016

 

Passei boa parte da minha vida sem me importar com algumas coisas e pessoas, por outro lado, me importava com coisas e pessoas que para mim eram exemplos e referência para eu ser melhor e chegar aonde queria.

Muitas vezes perdemos tempo com coisas desnecessárias e nos surpreendemos quando encontramos pessoas que simplesmente não ligam para a opinião dos outros. É como se elas clicassem um “botão”: “eu não me importo” e  vivessem  suas próprias vidas”. São histórias como: “Caramba!!! João, largou o serviço público (“estável”) e foi fazer um curso de gastronomia.

“Marina, pediu demissão do banco e montou uma empresa de artesanato ” você soube?

Grandes feitos são realizados após essas decisões.

Lembro o dia que entrei na sala do meu chefe quando eu trabalhava em uma grande concessionária e falei:  “Não quero mais trabalhar aqui!”. Simplesmente assinei minha carta de demissão e liguei o “eu não me importo”. Apenas disse tchau! :). Esta foi a primeira vez que fiz isso.

O segundo foi há alguns anos quando dei um “até logo ao Brasil” e vim morar em Nova York seguindo a minha carreira de consultora. Chegando aqui, coisas grandiosas aconteceram na minha vida e, hoje, estou aqui escrevendo para vocês sobre coisas das quais eu acredito.

Hoje em dia percebo que as pessoas até ligam o “eu não me importo”, mas não estão usando da forma correta, elas usam para situações e coisas banais e não para decisões acertivas que vão realmente fazer a diferença. “Não me importo com a opinião dos outros” NAO é bem isso… O “eu não me importo” deve ser usado em momentos que você precisa tomar uma atitude por você para mudar a sua vida, e essa decisão precisa trazer um propósito.

Fazer o que queremos parece ser algo comum, mas, saiba que a MAIORIA não faz.

ECONOMIZE

Vivemos uma pressão absurda para sermos o que não somos, temos que executar multitarefas, ser bem sucedido, estudar, trabalhar, cuidar de filhos e etc… Diante de toda essa pressão não conseguimos FOCAR em sermos bons em nada!

Lógico que gostaríamos de ser perfeitos para darmos conta de tudo, mas, não dá!!! Essa não é minha realidade nem a de ninguém que conheço. O que vejo são pessoas tentando o impossível sem saber onde quer chegar.

Hoje, as necessidades são outras e caso você não esteja extremamente certo  do que você quer, com uma visão clara de quais são suas prioridades, você se perderá no meio da multidão.

Por que agir assim incomoda tanto? Isso ocorre devido a necessidade que as pessoas têm de pertencer a algum grupo e de serem aceitas. Então, aceitamos e  seguimos certos comportamentos mesmo sem concordar. O pior neste processo é que acabamos perdendo nossa identidade criando um pensamento mediano (medíocre).

Cada ser é único e seguir a boiada está fazendo com que milhares de jovens e adultos entrem em depressão por quererem ser e fazer o que não são.

Meu pai costumava dizer: “Na sua idade, eu já tinha três filhos e sustentava todo mundo”. Ótimo, mas hoje os tempos mudaram e as cobranças são outras.

Essa influência da sociedade  é tão latente que você consegue identificar a origem de um grupo pelo jeito que se comportam ou até mesmo pelo modo como se vestem. Aqui em Nova York se torna mais fácil identificar, pois, existem pessoas de todos os cantos do planeta. É fácil identificar a diferença entre russos, ingleses, chineses. japoneses, franceses, ou seja, vamos vivendo seguindo, comportamento e atitudes impostas pela sociedade que vivemos.

Outro dia uma amiga salientou como é fácil identificarmos brasileiros aqui, e é verdade. Brasileiros sempre estão cheios de sacolas, com tênis e roupas da mesma marca, sempre comprando produtos da moda que foram destacados por blogueiras e famosos, dessa forma os padrões vão sendo construídos.

O QUE REALMENTE IMPORTA PRA VOCÊ?

As pessoas estão com medo do mundo e da repercussão das suas próprias escolhas. Isso deprime, pois, muitos se escondem em um poço para obter auto piedade, acumulando frustrações e uma vida vazia que está ausente de um verdadeiro propósito

2016-07-18-PHOTO-00001693

Aqueles que realmente não se importam, não expõem sua opinião em discussões banais e tomam uma atitude de não se importar para evitar desgastes levianos. Eles seguem suas vidas sem necessidade de postar uma música ou um textão em redes sociais por determinada questão que as incomodou.

Um exemplo disso é como aquela vizinha ou “amigo” que ao invés de viver sua própria vida perde o maior tempo analisando a vida do outro.

“Pessoas interessantes estão fazendo coisas legais sem perder tempo com detalhes.”

Se você quer que algo na sua vida dê certo esqueça os detalhes e pense na “arte de não se importar”. Viva de acordo com seus valores tendo uma vida leve com o que realmente faz sentido para você.

COBRANÇAS EM EXCESSO!

As cobranças sociais estão levando muitos de nós ao profundo estress. Muitas pessoas estão surfando na onda do “aconselhamento” e das regras da sociedade.

Temos que fazer especialização, a pós-graduação, o mestrado, o doutorado, o PHD, mas isso tudo irá realmente acrescentar um resultado na sua vida?

Você escuta muitas vozes e o barulho atrapalha o foco e o descanso da mente, dessa forma, é muito fácil se perder em um mundo cheio de informações.

Atualmente para você ser um bom profissional “dentro dos padrões” é preciso falar: inglês, francês, espanhol, alemão! Ahhh, e não esqueça de seguir as musas fitness!! Afinal, estar com o corpo em dia também é importante para mostrar que é bem sucedido.

Seguindo outros princípios, nem pense em esquecer a depilação, se não você perde aquele paquera do Tinder. Se está focado no trabalho, esquece, não vai arrumar um marido. Mora fora,  abandonou a família. Não gosta de falar, é antipática.

Ande, caminhe, corra, crossfit, curso de línguas, MBA, pintar o cabelo, depilação, limpar a casa, suplementação, treinamento, aperfeiçoamento, não esquece a drenagem, pigmentação, foco na carreira, onde está o seu marido, filhos precisam de atenção, você precisa ser independente, comprou as passagens para Miami? Você precisa viajar e conhecer o mundo, segue a Camila, a Carla, a Juliana e Mariana…. Ufaa, cansei só de escrever!!!!!

E FOCO no que você realmente quer para você? Haaa, esquece, ele não está mais na moda. A moda é ser capaz de fazer tudo, fazer muitas coisas ao mesmo tempo.

Que pena!!!!!

Só um alerta,  o Brasil não tem mais hospício público! 🙁

Relacionados a este post

6 Comentários

  • Responder Joao Lacerda 25 de julho de 2016 a 00:01

    Ola Verana ! Muito legal sua reflexao , realmente somos pressionados, mesmo que inderatamente muitas, a ser aquilo que nao somos ou gostariamos de ser . Acho que o melhor saida é o objetivo bem formulado , na PNL , tratamos como BFO ( Boa Formulaçao de Objetivo )quem tiver interesse pesquise mais a respeito . Sucesso sem pressao pra voce !!

    • Responder Verena Cordeiro 27 de julho de 2016 a 21:30

      Exatamente João!! Eu já fiz alguns curso sobre PNL a alguns anos atrás.. Acho que sempre vale a pena investir nesse tipo de educação, pois, só agrega trazendo evolução profissional.

  • Responder Rafael 26 de julho de 2016 a 17:49

    Uau que texto interessante Verena. Achei muito relevante a “arte de não se importar”! Quando estou nas redes sociais e pessoas começam discussões calorosas simplesmente não me importo e quando é um texto cheio de ideias produtivas como o seu aí me importo bastante. Risos o que seu pai diz pra você é exatamente o que minha mãe diz também “na minha idade já tinha 3 filhos”. Sou médico formada a 1 ano e tenho descoberto mais clareza e proposito na minha vida nos últimos 6 meses do que em todos os 28 anos de minha vida. Minha mãe é médica e acha que tenho que ter todos os títulos do mundo, mas ao ver meu propósito vejo nitidamente que só preciso fazer o que tem sentido com meu propósito, por mais que isto culmine em desentendimentos com a família no futuro. A profunda reflexão de como quero me ver nos últimos momentos da vida me despertou pra importância de fazer minhas próprias decisões, seguir meu propósito é arte.

    • Responder Verena Cordeiro 27 de julho de 2016 a 21:32

      Rafael,

      Obrigada pela sua participação e comentários, sempre ricos em conteúdo. Tenho certeza que seus planos darão certo! Principalmente pela determinação que você está colocando nesse seu projeto. Boa Sorte!!

  • Responder Charis Daniele de França Ferreira 2 de novembro de 2016 a 10:57

    Gostei! Relata exatamente como me sinto! Me esforço bastante pra não ligar para certos fatos e para me conformar que sou apenas uma! Não é muito fácil! Acabamos fazendo o que não gostamos, para pessoas que não se importam!

    • Responder Verena Cordeiro 2 de novembro de 2016 a 13:02

      Olá Charis, Obrigada pelo seu comentário! Exatamente isso, porém, não se importar faz parte de hábitos que vamos eliminando com o tempo, quando você decide não se importar com uma coisa no seu dia isso crescendo e crescendo… em um belo dia você vai acordar somente se importando com suas prioridades. Toda manhã eu me faço as mesmas perguntas “Vale a pena eu me importar com esse assunto?”

      Um grande abraço.

    Escreve uma resposta

    Receba nossas atualizações

    e inspire-se com dicas sobre independência financeira