Empreendedorismo

Como arrumar um emprego em outro país?

23 de janeiro de 2016

Nosso país encontra-se, hoje, em um verdadeiro fiasco. Neste momento, muitas vezes, passa por nossa cabeça: “será que não é uma boa oportunidade de pular fora do barco e ir morar em outro país?”

Quando pensamos em tomar uma atitude, como esta, as primeiras perguntas que mais inquietam nossa cabeça são: “com este dólar tão alto, como vou conseguir me sustentar lá fora? Será que é possível arrumar um emprego em outro país?

Primeiramente, quero dizer a vocês que nada é impossível nesta vida. Não vou dizer que, ao morar em outro local, haverá uma vida só de flores, como muitos pintam. Entretanto, vale a pena! Tudo dependerá da sua VONTADE e empenho em realizar este projeto. Acredito que, se houver um belo e organizado planejamento, você não precisará contar com a sorte. Tema que já falei em “Como se organizar para cair fora?”.

Bom, aqui, neste primeiro post, quero falar do jeito mais “formal” de conseguir uma oportunidade fora, especialmente em Nova York.

1- A primeira coisa que você deve ter em mente: conhecimento do inglês. Caso ainda esteja no Brasil, isto será uma tarefa de muito empenho, afinal é onde há um dos piores métodos de ensino de línguas do mundo, principalmente para o Inglês. Isto mesmo! Somente 3% da população brasileira “fala” inglês, ou seja, estude, estude e estude muiiito. Se for possível, faça o Test of English as a Foreign Language (TOELF) – exame que tem o objetivo de medir o potencial e pode ser realizado em uma Universidade Federal (UF). Ele adiantará bastante o seu lado.

2- Caso sonhe em fazer carreira no exterior, será de grande valia cursos direcionados ao mercado que almeja alcançar. Agregue valor ao seu currículo. Faça algo que tenha um diferencial, pesquise e veja o que seja escasso ou ainda não tenha no país (EUA), afinal, você estará concorrendo com um cidadão americano…

E o que isso quer dizer??

Que você precisará mostrar habilidades específicas para fazer com que o governo autorize a sua contratação, já que há regras para as empresas que contratam estrangeiros. A empresa terá que explicar a necessidade da sua contratação ao invés de um cidadão americano. Neste momento, sua oportunidade de mostrar as “armas” do porquê merece ser contratado precisa ficar evidente.

Pesquise e invista pesado na sua formação, porque é possível, sim. Conheço vários exemplos de pessoas que foram contratadas dessa forma, aqui em Nova York. Qualificação significa curso superior, pós graduação, mestrado e, em alguns casos, um doutorado. Ter experiência de trabalho na sua área também é importantíssimo; mostrará o quanto você é completo e qualificado.

3- Construa seu currículo com foco na área desejada. Isto mesmo! Há alguns anos, eu fiz cursos e estudei somente pensando em uma vaga fora do país. Se ponha no lugar de quem vai te contratar e monte seu currículo de acordo com as necessidades de mercado do seu futuro empregador.

Uma dica que funciona é analisar o currículo de quem já está trabalhando fora. Estude também os currículos das pessoas que trabalham no local onde você quer ir. Faça cursos pensando nessa vaga, eu fiz isso e dá super certo.

4- Comece a conStruir uma rede de contatos digitais. Primeiramente, faça uma pesquisa minuciosa das empresas que contratam estrangeiros na sua área de atuação. Depois, faça ou edite o seu perfiL no Linkedin e amplie seus horizontes. A maioria dos diretores e coordenadores de Recursos Humanos (RH) tem seu perfil exposto nessas plataformas.

5- Antes de ir de vez para o país planejado, uma boa opção é passar uns dias das férias e, então, decidir se é isso mesmo que você quer, também se é realmente o país certo para você. Leia e estude sobre a cultura, política, o clima… Outro ponto importante é: fazer amizade com quem mora lá. Assim, esta pessoa poderá lhe dar uma versão mais real dos fatos.

“Conheça pessoas, crie um forte network, isso ampliará sua visão e encurtará sua trajetória!!!”

Nunca devemos nos esquecer de que será um grande desafio. Afinal, se fosse fácil, não existiriam tantas pessoas tentando conseguir essa oportunidade. Pense que nenhum esforço extra será demais, pois competir em um país de primeiro mundo sempre nos requer alguns sacrifícios, não somente profissionais, mas também emocionais. No entanto, A RECOMPENSA DA CONQUISTA É IMPAGÁVEL!

Se puder, busque informações com uma advogada, que trabalha no país, para saber como funcionam os trâmites legais, já que sempre existem mudanças e é bom estar atualizado. Pesquise o site do consulado local. Lá, você encontrará muitas informações e, quanto mais tiver, maior segurança terá em sua viagem.

Para terminar, deixo estas perguntas:

– É ISTO MESMO QUE QUER?
Se sim, responda para você mesmo outra pergunta:

– O QUE ESTÁ FALTANDO PARA EU COLOCAR MEU PROJETO EM PRÁTICA?

Caso tenham outras dúvidas, não hesitem em comentar. Responderei com o maior prazer 🙂

Posts relacionados:

– Abra uma conta fora do país… Saiba o porquê!!!

– Quer morar fora? Não vá, se…

Relacionados a este post

Nenhum comentário

Escreve uma resposta

Receba nossas atualizações

e inspire-se com dicas sobre independência financeira