Empreendedorismo

Embarque Inicial II

16 de fevereiro de 2016

Continuando a falar um pouco mais sobre minha experiência…

Quando decidi vir para Nova York, pesquisei muito sobre o assunto e percebi que algumas pessoas têm a idéia de que, por terem nascido e vivido no seu país de origem, elas não “devem” ou não “podem” mudar-se para outro país. Vivi parte da minha vida acreditando nas promessas de governantes que em suas campanhas prometiam transformar nosso país num paraíso dos textos bíblicos, mas na prática só nos sabotavam.

Cada vez que estudava e entendia mais sobre política, mais eu me decepcionava e ficava triste em ver tanta injustiça e corrupção. Foi então que aderi a idéia: “Se você não pode com eles, Vá para longe deles”, e assim tudo começou.

Toda minha revolta coincidiu com a época que entrei na empresa para qual trabalho. Diante disso minha visão de mundo mudou!!! Comecei na área de seguros e depois fui migrando até parar em Investimentos.

Sempre tive muitas metas na vida, acredite, morar em outro país nunca foi uma delas. Fiz um MBA e até um mestrado na Argentina (inacabado, por uma boa causa). No entanto, quanto mais metas eu batia, mais viagens e cursos eu ganhava. Até que descobri minha paixão, viajar trabalhando com Investimentos. Dessa forma, comecei a viajar pelo mundo e diferenciar o Joio do Trigo!!!

Basicamente trabalhava dirigindo, visitando clientes, muitas vezes viajando para outras cidades para uma visita específica. Com o excesso de exposição passei a ser, constantemente, assaltada, agredida e humilhada!! Até o dia que cheguei a voltar pra casa sem roupa (numa tentativa bem sucedida de roubar minha corrente o ladrão rasgou meu vestido). A partir daí comecei a buscar outras alternativas, como ir para uma área administrativa ou até mesmo criar estratégias mais seguras para visitar meus clientes.

Nessa época, meu principal “chefe” morava aqui nos Estados Unidos e vinha para o Brasil frequentemente, tanto para fazer negócios e reuniões como para visitar sua família. A história de vida dele me inspirou e a partir daquele ano minha vida mudaria para um rumo inusitado.

Nesse mesmo período ganhei uma premiação para visitar a sede mundial da empresa em Miami, lá conheci vários consultores que trabalhavam home office e moravam nos Estados Unidos, país escolhido por eles, por uma série de fatores como: segurança, democracia consolidada, cultura “similar” à brasileira e por ser a maior economia do mundo principalmente se tratando de mercado financeiro.

Aí veio a idéia: “Caso existisse essa chance ou SE EU BUSCASSE essa chance… Eu podia muito bem tentar uma oportunidade em outro país. Afinal, se tem um mercado e várias pessoas estão fazendo isso porque não, “EU”???

Foi assim que tudo começou… Mas ainda faltava uma coisa para eu me habilitar nessa “viagem”, o IDIOMA. Afff, nunca gostei de estudar inglês, sempre tive uma grande queda pelo Espanhol, porém, minha mente tem uma grande vantagem, ela se adapta as necessidades e lá fui eu durante 3 anos para aulas de Inglês. Muitas vezes pensei em desistir, por ser algo tão difícil para mim.

No último semestre da campanha mundial para ir para a Irlanda, cheguei até a contratar 2 professores particulares fora o curso para acelerar meu processo. Minha vida era estudar e focar nas minhas metas:

1- Guardar o máximo de dinheiro possível
2- Aumentar minha carteira de investimentos
3- Bater todas as metas da empresa na qual eu trabalhava.

Nessas subdivisões utilizei muitas estratégias (isso fica para o próximo texto). Então, depois de muito sufoco e algumas viagens para São Paulo para alavancar minha carteira, veio a notícia… Consegui minha classificação para a Convenção Mundial da companhia juntamente com a viagem para Nova York!!!

Nada tem sido fácil, como vocês verão por aqui, porém, como sempre eu digo: “Meus sonhos têm preços altíssimos: dedicação, disciplina e persistência, e EU Ahhh, eu estou disposta a pagar o que for preciso para realizá-los!” 😉

Relacionados a este post

Nenhum comentário

Escreve uma resposta

Receba nossas atualizações

e inspire-se com dicas sobre independência financeira