Empreendedorismo

Empreendedorismo: a arte de se dar mal para se dar bem.

19 de novembro de 2016

O empreendedorismo é um dos assuntos mais tratados em tempos de crise, porém junto com esse discurso se instaura uma ideia de que empreender é simples e o sucesso vem sem esforçoBoa parte dessas pessoas acreditam que existe um caminho mais fácil, flexível ou lucrativo do que outros. Mas em momentos  como este que o Brasil está passando vemos a fragilidade dessa imagem do: ser empresário logo ser rico e bem sucedido,  acabamos criando falsas expectativas e interiorizando a ideia de que ser empreendedor é ser “patrão”  tendo muitos funcionários trabalhando pra você.

E por idealizar momentos de riqueza que ao tentar iniciar uma empreitada empresarial sem planejamento que a maioria das pessoas se frustram e acabam desistindo de seus projetos.

Precisamos esquecer  que esse caminho é fácil,  se analisarmos a maioria das histórias de empreendedores de sucesso vamos perceber que eles dedicaram toda uma vida na construção desse projeto, pois, precisa-se de coragem, noites sem dormir, profundo estresse, falta de dinheiro, a crítica da família que sempre idealizou a medicina e aquele famoso emprego público com altos salários e pouco trabalho.

 

DIFICULDADES

Para se ter uma empresa é necessário ter uma boa administração e administrar com eficiência  dá muito trabalho, principalmente porque existe uma série de nuances administrativas interligadas que as pessoas geralmente não conseguem dar conta.

O segundo ponto é que com a estrutura do nosso país que não dá incentivos ao micro e pequeno empresário precisamos ser realista, pois,  a vida no Brasil é complicada. O governo atrapalha, a corrupção está minando a esperança de um futuro melhor, a burocracia nos sufoca,  impostos sem retorno, ou seja, tornar um negócio lucrativo com esse cenário é digno de uma proeza de filmes  hollywood.

Diante de todos esses problemas as pessoas não querem mais lidar com livros sobre fluxo de caixa , rotinas administrativas, perder tempo  vida ou o final de semana para adquirir conhecimentos. A maioria quer largar tudo para viajar e viver de uma renda que nunca foi gerada, suada, pensada, planejada. Então, o mais fácil e procurar livros de auto-ajuda e coachs  que somente vão lhe dizer: “ Pensamento positivo! Mentalize a riqueza, prosperidade que você irá vencer!”

 

A atividade empresarial está sendo resumida à pobre política do incentivo

Isso acontece pelo simples fato dos empreendedores iniciantes  não estarem dispostos a ouvir o que tem que ser feito, afinal, estamos em busca de algo mais fácil  e do caminho mais curto. Empreendedores sérios que realmente querem ver seu negócio crescer e prosperar entendem que é impossível se realizar algo sem muito esforço e extremo planejamento. Abrir mão de algumas “regalias” será extremamente necessário para colher os frutos de um futuro próspero.

Livros de incentivo vendem mais que aqueles que lhe dizem “Você terá que trabalhar duro e suas chances de vitória serão mínimas.”  você terá que criar um grande diferencial e ser perseverante para que essa empreitada dê certo.

De acordo com pesquisas do Ibope 44% da população não lê,  e 30% nunca comprou um livro, são dados assustadores para um país de sonhadores, temos que nos espelhar em economias e nações que estão avançando nesse sentido! Sem uma base educacional é bem mais difícil saber identificar oportunidades e obter o planejamento necessário que lhe ajudará com os primeiros passos .

Se esses empreendedores não compreenderem que o empreendedorismo é um caminho de renúncias, vão construir uma caminhada rasa, sem que tenha feito ao menos um único negócio.

 

Então como eu faço para começar???

Pense em um caminho um pouco mais complicado, no qual inicialmente você terá que trabalhar o dobro que o atual e talvez ganhar quase nada.

Sendo otimista terá que se “sustentar” por um ano e viver períodos de extrema privação. Você fará coisas que não darão certo, produtos que inicialmente ninguém terá interesse em comprar, e aquela chuva de ligações e lucros exorbitantes ficará para uma boa noite de sonhos.

A palavra recomeçar fará parte da sua vida, dias de profunda tristeza, vontade de desistir, críticas externas, e uma enorme sensação de que você está sozinho. Acredito que após tudo isso.. sendo otimista você verá os frutos de algo que você começou há 1 ano atrás, ele será seu mais novo filho que dependendo da sua dedicação e perseverança vai crescer lentamente até chegar na fase adulta e finalmente ter sua independência lhe trazendo tranquilidade e uma enorme sensação de missão cumprida.

 

 

 

 

 

Relacionados a este post

Nenhum comentário

Escreve uma resposta

Receba nossas atualizações

e inspire-se com dicas sobre independência financeira