Empreendedorismo

Gere expectativa!!

2 de outubro de 2017

 

Em todas as palestras e cursos de que participo, escuto uma frase que me incomoda profundamente… “Não crie expectativas”, complementada com “você pode se frustrar”. Eu sempre discordei disso, afinal, tudo o que fazemos na vida vem através da motivação gerada pela expectativa.

A expectativa de um cliente fechar um investimento faz com que o consultor saia para trabalhar. A de que aconteça um bom negócio, faz com que encontremos um investidor. Quando desejamos ter um bom emprego, isto nos faz querer evoluir, ser mais dedicados e estudar.

Até quando a expectativa tem chance de se transformar em um fracasso, ela deveria nos motivar a ter bons momentos enquanto tivermos a esperança de ser bem sucedidos numa empreitada. Em alguns casos, é justamente a expectativa que nos faz alcançar coisas inimagináveis.

Em uma certa feita, há vários anos, eu fiz uma viagem internacional e cai de amores por um gringo, mas meu inglês era péssimo!! Então, quando voltei para o Brasil, combinei com ele de fazermos uma viagem de reencontro, alguns meses depois. Com a expectativa da viagem, eu passei a me dedicar muito mais ao meu inglês, estudando o dobro. Depois de alguns meses, o romance acabou não dando certo; porém, melhorei minha fluência no idioma, de forma surpreendente.

Também é a expectativa que nos faz tomar algumas atitudes e sempre esperar o melhor das pessoas, dos negócios, das relações, das viagens. Eu não identifico nenhum ponto negativo no fato de criarmos expectativa. Talvez o problema esteja na falta de planejamento e visão real de cada oportunidade.

Um exemplo disto é que muitas pessoas viajam sem ao menos estudar o lugar e a cultura local, os custos de alimentação, opções de passeios etc., criando uma expectativa sem fundamento. Acabam, muitas vezes, achando o lugar horrível e voltando da viagem com muitas frustrações. Isso também acontece nos relacionamentos, quando conhecemos uma pessoa e acreditamos, de forma enganosa, que ela vai suprir todas as nossas necessidades, em diferentes áreas.

Temos que encarar as expectativas com base em uma análise realista; temos que estudar cada situação de forma individual e procurar o aconselhamento de pessoas que possam nos direcionar para uma base mais assertiva. Criar expectativa sobre o impossível, isto sim, pode trazer frustração e bloqueio nas novas tentativas.

 

A CIÊNCIA

Já a ciência explica que a expectativa gera dopamina no nosso cérebro, disparando antecipação da recompensa. Quem descobriu isto foi o Dr. Wolfram Schultz, neurocientista da University of Cambridge, na Inglaterra. Ele estudou o efeito da cocaína em seus usuários, concluindo que ela aumenta, em quase cem por cento, os níveis de dopamina. Quando esses níveis são baixos, cai o número de conexões por segundo no cérebro; por isso, alguns usuários se sentem deprimidos, após o uso. Registre-se que tal estudo foi citado aqui apenas como forma de ilustrar a ação de um hormônio no nosso organismo, não para incentivar o consumo de qualquer substância 🙂

É importante notar que essa recompensa é essencial para a sobrevivência, porque os seres humanos e outros animais precisam aprender a direcionar suas decisões e suas ações para resultados que satisfaçam suas necessidades e que sejam eficientes contra possíveis perigos. Isso significa que eles precisam aprender quais eventos no ambiente preveem futuras recompensas e punições. Por exemplo, se você sentir fome e vir um lugar com um sinal de “restaurante”, é provável que entre no local, porque é levado a ter a expectativa de saciar a sua fome.

Se as expectativas positivas aumentam os níveis de dopamina no cérebro e esses níveis aumentados melhoram o poder de concentração (outro resultado do estudo citado), fica claro por que as crianças aprendem melhor quando estão interessadas no assunto estudado.

A partir desta perspectiva, para criar uma vida “feliz”, é essencial ter uma boa quantidade de expectativas positivas, para aumentar os níveis de dopamina no cérebro e ativar a área das recompensas.

 

FRUSTRAÇÃO

Esta é a questão mais importante: administrar a frustração gerada pela expectativa não atendida. Assim, será possível entender que o ponto negativo não está na expectativa, e sim na falta de habilidade de superar a frustração gerada por ela.

Um outro ponto a se observar é: como administramos as nossas frustrações? Temos que trabalhar o perdão! Exatamente isso, pois ficamos com feridas e mágoas de situações passadas, que nos impedem de abrir os caminhos para novas oportunidades.

Temos que compreender que nada será perfeito, que antes do sucesso existem muitas tentativas frustradas, que vamos encontrar pessoas imperfeitas como nós em nosso caminho. Mas quando estamos treinados e fortes no campo das emoções, deixamos esses detalhes negativos de lado e seguimos adiante.

Precisamos entender que a maioria de nós percorreu diferentes caminhos e tem distintas histórias de vida. Não podemos obrigar o outro a pensar exatamente como nós, e não podemos ser incentivados a reduzir nossas expectativas sobre tudo, fazendo as nossas motivações perderem o sentido.

A falta de expectativa pode fazer com que nos tornemos cada dia mais racionais e frios, num mundo sem esperanças, como se estivéssemos sendo convidados a deixar de acreditar, de desejar dias melhores.

Você pode me dizer: “Peraí, eu sei de tudo isso!! Porém, não é fácil!! Então, o que eu devo fazer???”

Minha resposta é: exercite, mesmo não estando com vontade de fazê-lo. Comece cumprimentando o vizinho mau humorado, ligando para o amigo chateado, dando oportunidade de recomeço, tomando ações diferentes em seus novos projetos, reiniciando a sua vida com ações efetivas. Afinal, é delas que virão os hábitos e destes, os resultados.

Temos que assumir a responsabilidade dos nossos sentimentos, pois eles também são controláveis. Não é porque você está com raiva, que vai agredir uma pessoa fisicamente; não é porque foi abandonado por alguém, que seu próximo relacionamento precisa sofrer as consequências disso. Se seguirmos nesse processo, as correntes de aprisionamento nunca vão se quebrar.

 

RECONTRUINDO

Temos que nos reconstruir diariamente, analisar os pontos que nos paralisam e tentar trabalhá-los de forma intensa para seguir em frente. Ler sobre comportamento e estudar os nossos próprios, também pode ser uma saída. Quando entendemos qual é nosso problema, focamos na busca pela solução.

Independentemente do que escuto diariamente, eu continuo gerando milhões de boas expectativas. Se o resultado foi bom ou ruim, isso não importa muito. O que faz diferença é o aprendizado que tiro de cada um deles.

 

 

 

 

 

 

Relacionados a este post

2 Comentários

  • Responder Bruna Allemann 15 de março de 2019 a 15:24

    Ola Verena! Parabens por cada texto escrito de coração. Além de super informativos são para nós identificarmos e pensarmos sobre as situações, dúvidas, arriscamos, coragem. Continue brilhando hoje e sempre. Bjs Bruna

    • Responder Verena Cordeiro 21 de março de 2019 a 16:36

      Bruna! obrigada pela mensagem. Feliz em ver vocês por aqui!

    Escreve uma resposta

    Receba nossas atualizações

    e inspire-se com dicas sobre independência financeira