Empreendedorismo

Por que você deveria investir em si mesmo?

24 de abril de 2017

A pergunta mais frequente que eu tenho recebido nos últimos tempos é “Em que eu devo investir em 2017?” E eu respondo: Invista em você!

Parece óbvio, mas a maioria não o faz, ou faz, mas não como deveria.  Se olharmos um pouco a história de algumas empresas e profissionais, veremos que a marca pessoal de quem as criou, em sua maioria, é mais importante e forte que a própria empresa.

Bill Gates, Warren Buffett, Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Michael Bloomberg, Paulo Lemann são nomes que superam as marcas de suas corporações. Eu poderia encher esta página com alguns outros nomes. Porém, temos que deixar claro que, antes mesmo de existir uma grande companhia, há uma marca pessoal por trás.

Os empreendedores de sucesso investem em sua imagem pessoal, pois sabem que, no mundo dos negócios, credibilidade tem mais relevância que dinheiro.

Estava assistindo a alguns documentários esta semana, sobre a vida de Bill Gates e Warrent Buffett, e uma das partes que mais me marcaram foi quando Gates decidiu montar uma fundação que, de certa forma, está sendo utilizada para “limpar” a imagem de aproveitador e monopolista, que ele mesmo criou ao longo dos anos.

Devido a isso, ele tem trabalhado duro nos últimos anos, sendo destacado com o maior  filantropo de todos os tempos. Já foram mais de 30 bilhões de dólares para a caridade. Ou seja: pode-se concluir daí que consertar erros do passado pode custar caro.

 

A HISTÓRIA

Mas isso, de consertar erros do passado, não é algo tão atual. Quando eu era adolescente, tinha o sonho de ser jornalista e, na faculdade, fiz uma matéria denominada assessoria de imprensa. Aprendi e li histórias fantásticas, como a do jornalista estadunidense Ivy Lee, que, em 1906, inventou a atividade especializada, hoje chamada de assessoria de imprensa ou comunicação social. Ele abriu seu primeiro escritório na cidade de New York.

Com um feito histórico, conseguiu limpar a imagem de John D. Rockfeller –conhecido como um homem impiedoso e inescrupuloso – adotando estratégias de comunicação com a imprensa. A família desse empresário estava mergulhada em escândalos, principalmente após o massacre de Ludlow, em que morreram, pelo menos, 20 pessoas nas minas de uma de suas empresas.

Ivy encontrou  uma boa forma de reverter a péssima imagem que Rockefeller  tinha na época: ele focou na sua mudança de comportamento e nas alterações que promoveu nas práticas das empresas de seu conglomerado. O resultado foi algo fabuloso, que ninguém nunca tinha visto anteriormente: Rockefeller se transformou de tirano a filantropo.

 

TRAJETÓRIA

Um exemplo disso é a própria trajetória de Steve Jobs, que, após deixar a direção da Apple, dirigiu outras grandes empresas de sucesso, como a Pixar Studios, criando filmes famosos, entre eles: Toy Story, Procurando Nemo e Ratatouille

Tudo o que esses empreendedores tocam vira ouro, e isso não veio do nada. Veio, sim, de um grande trabalho, principalmente investindo em seus projetos, antes mesmo de pensar em ter uma empresa. Então, eu lhe pergunto:

Qual a credibilidade ou qual trabalho você desenvolveu, antes mesmo de montar o seu negócio?

Como você pretende difundir a sua informação?

Como anda a sua reputação?

Tenho analisado milhares de empreendimentos para o projeto do BBU-www.brazilianbusinessusa.com, e o principal problema que eu identifico é a falta de engajamento da marca pessoal dos empresários, principalmente, nas mídias digitais, que são utilizadas sem propósito. As pessoas somente vomitam seus problemas, expondo sua vida pessoal, ostentando algo sem fundamento!

Quer fazer um exercício? Tire um momento do seu dia e dedique-se a avaliar as redes sociais de alguns empresários; depois, faça uma comparação com a sua.

Escuto com frequência: “ahhh, mas eu não tenho tempo!” TEMPO?? E o tempo que você literalmente perde expondo, nessas redes de alto alcance, 100% da sua vida pessoal? Você, que tem um negócio, uma profissão, não imagina o quanto essa ferramenta poderia lhe ajudar a fomentar sua marca e seus projetos pessoais.

Essa é a primeira análise que temos que fazer para compreender por quê muitos negócios não dão certo.

Não estou dizendo que você não vai postar nada da sua vida particular, porém expor-se 100% não é o caminho. Quem quer elevar a sua imagem profissional deve, ao menos, ter um equilíbrio!! Ninguém consegue clientes, credibilidade e investidores postando somente seus momentos de lazer e farra com os amigos; isso acaba dando uma impressão de que sua vida é baseada apenas nesses critérios.

Como eu vou saber que você é pintor e faz um excelente trabalho? Como vou saber que você é um ótimo advogado e pode me ajudar com uma questão? Como vou saber que você faz excelentes massagens ou montou uma clínica de estética?

“Não conte os seus planos, ninguém precisa saber” ERRADO!!!

– Conte seus planos para as pessoas certas!!

No Brasil, instaurou-se uma síndrome de perseguição totalmente sem sentido; explico mais no meu e-book grátis www.e-book.com. Esconder seu planos é o pior caminho, pois, dessa forma, vai matá-los lentamente. Você precisa falar sobre eles  com as pessoas que realmente vão lhe ajudar.

Invista em Você e verá como seus negócios e sua vida mudarão de rumo.

Boa Semana!

Relacionados a este post

Nenhum comentário

Escreve uma resposta

Receba nossas atualizações

e inspire-se com dicas sobre independência financeira